Brasília

-

Hoje

27ºC

14ºC

Amanhã

25ºC

14ºC

IBOVESPA | 0,00% (0,00 pontos)

Reunião discute critérios para rotulagem nutricional em Brasília

Por Afrebras| 02/08/2019

Tamanho da Fonte

A- A+

A Afrebras (Associação dos Fabricantes de Refrigerantes do Brasil) foi uma das convidadas para participar da segunda rodada de debates sobre rotulagem nutricional realizada pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). Nesta quarta-feira (31), a entidade, juntamente com acadêmicos, representantes do governo, da indústria de alimentos e da sociedade civil, ouviu as conclusões da GGALI (Gerência-Geral de Alimentos) sobre o assunto.

 

Um dos temas centrais do debate foi a tabela nutricional. De acordo com um levantamento internacional realizado pela Anvisa, a melhor forma de apresentar a tabela nutricional ao consumidor seria através de uma base combinada: utilizando o padrão de 100g ou 100 ml e através da porção, como é feito hoje. A utilização da base combinada já é adotada em outros países, como Chile, Austrália e União Européia.

 

“Na avaliação da Anvisa, a inclusão da base de 100 g ou 100 ml permitiria ao consumidor comparar um alimento com o outro e facilitaria a fiscalização, pois existiriam menos critérios técnicos”, explicou Dômenica Maioli, Analista de Controle de Qualidade e Meio Ambiente da Afrebras.

 

A declaração obrigatória do número de porções na embalagem também figurou entre os assuntos da reunião. A previsão é que as empresas tenham que informar quantas porções um determinado produto oferece. Por exemplo, para um refrigerante 2L, seria obrigatório informar que ele possui 10 porções (de 200 ml). A mesma regra não se aplicaria aos produtos com apenas 1 porção, ou com conteúdo menor ou igual a duas porções, como é o caso das bebidas em latas com 350 ml.

 

Sobre os nutrientes da tabela nutricional, a agência propôs, na declaração dos carboidratos, a informação dos açúcares totais (entre eles os monossacarídeos e dissacarídeos específicos, como a sacarose). A GGALI avaliou ser importante trazer a informação de açúcares totais para o consumidor.

 

A reunião faz parte de um cronograma de encontros para discutir rotulagem, que teve início em maio de 2019 e terá sua etapa final no final de agosto, da qual a Afrebras também participará. Após a última reunião, será aberta consulta pública sobre o tema onde toda a população poderá participar e dar sua contribuição.