Brasília

-

Hoje

34ºC

21ºC

Amanhã

32ºC

18ºC

IBOVESPA | 0,46% (104.817,40 pontos)

Cade e rede internacional de mulheres realizarão debate sobre histórico e presunções de cartel

Inscrições são gratuitas e devem ser realizadas pela internet até o dia 10 de junho

Por Afrebras| 05/06/2019

Tamanho da Fonte

A- A+

O Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) e a rede WIA (Women in Antitrust Brasil) realizarão o debate “Cartel como Ilícito por Objeto: Histórico e Presunções”, no dia 13 de junho, a partir das 10 horas, no plenário da autarquia. O evento pretende discutir casos de cartel julgados sob a ótica das leis 8.884/94 e 12.529/11 para analisar, historicamente, como o órgão tem avaliado a infração e quais os indícios dessa situação. Inscrições podem ser feitas, gratuitamente, até o dia 10 de junho, pela internet.

Segundo a organização, o debate será dividido em três painéis. Participarão das discussões o presidente do Cade, Alexandre Barreto, as conselheiras Polyanna Vilanova e Paula Azevedo, além de advogados e outros especialistas em defesa da concorrência.

WOMEN IN ANTITRUST

A rede de mulheres fortes e atuantes no antitruste no Brasil, denominada Women in Antitrust (WIA) Brasil, tem como objetivo aproximar mulheres que se dedicam à defesa da concorrência para troca de conhecimentos teóricos e técnicos relacionados à defesa da concorrência. Além disso, pretende compartilhar experiências de carreira, liderança, visibilidade e respeito profissional.

A rede surgiu em novembro de 2017, quando as professoras Amanda Athayde (UnB), Juliana Domingues (USP) e Leonor Cordovil (FGV) criaram um grupo no Facebook. Em menos de 24 horas, a rede já contava com 200 mulheres e, hoje, são cerca de 500, com perfis diversos: autoridades da defesa da concorrência, acadêmicas, professoras, advogadas, economistas e servidoras públicas.

PROGRAMAÇÃO DO EVENTO

Fonte: Assessoria de Comunicação e Imprensa da Afrebras, com informações do Cade

Leia mais:

>> Afrebras critica tentativa da Ambev de concentrar distribuição e revenda de bebidas Red Bull

>> Afrebras cobra maior atuação do Cade sobre farra de benefícios fiscais