Brasília

-

Hoje

29ºC

21ºC

Amanhã

27ºC

19ºC

IBOVESPA | 7,55% (74.788,07 pontos)

Saiba quais são os perigos escondidos em garrafas e latas de bebidas

Embalagens podem ser um depósito de fungo e bactérias; aprenda como evitar contaminações

Por Food Safety Brasil| 24/03/2020

Tamanho da Fonte

A- A+

Todo mundo em festa, comida e bebidas à vontade…e no dia seguinte aquela náusea, dor de barriga, febre. Você já pensou que a origem do mal pode estar nas bebidas e não na comida ingerida? Latas e embalagens plásticas de bebidas, sucos e refrigerantes e os canudos (quando oferecidos sem proteção, por comerciantes) podem ser um depósito de fungos e bactérias. Estes contaminantes são causadores de infecções gastrointestinais, pulmonares, vaginais, de urina e de boca, com sintomas que vão de diarreia, dores abdominais e vômito até febre.

O risco é maior para pessoas com baixa imunidade, como crianças, idosos e quem está passando por algum tratamento de saúde. Muitas vezes os ambulantes não realizam a higienização adequada das embalagens ou caixas térmicas, além do uso prolongado do gelo que vai derretendo e a água aquecendo e permitindo a proliferação de microrganismos.

Geralmente usam a mesma mão para alcançar a bebida e realizar o pagamento. Em padarias e conveniências as embalagens podem permanecer em prateleiras expostas a poeiras e sujidades diversas e muito raramente são higienizadas antes de seguirem para os refrigeradores.

O “frio” da caixa térmica ou refrigerador não elimina microrganismos, apenas evita que continuem se proliferando, porém a partir do momento em que o produto fica em temperatura ambiente eles continuam a se desenvolver e podem causar problemas aos consumidores.

Como evitar as contaminações?

O ideal é lavar as embalagens com água e sabão e em seguida higienizar com álcool 70% para finalizar, antes de levar para o refrigerador ou caixa térmica; Usar gelo proveniente de água potável e caixa térmica previamente higienizada; Evite encostar a boca diretamente nas embalagens; Use canudos embalados individualmente; Leve consigo um potinho de álcool gel e faça higienização com toalha umedecida; Procure não compartilhar bebidas para evitar a disseminação de microrganismos diversos.

Alguns mitos que não eliminam as contaminações O lenço de papel não é indicado para higienizar pois vai retirar apenas a água e não necessariamente as sujidades, lembre-se de que os microrganismos são visíveis apenas ao microscópio.

Existem no mercado protetores para latinhas, mas eles não são eficazes se as embalagens estiverem contaminadas. Segundo um estudo que analisou latas de cerveja em contato com água suja, o selo (aquela proteção de alumínio que recobre a tampa de algumas marcas) mais atrapalha do que ajuda na prevenção de doenças.