Brasília

-

Hoje

33ºC

18ºC

Amanhã

33ºC

20ºC

IBOVESPA | 0,42% (108.085,31 pontos)

Grupo de alimentação e bebidas tem leve aumento no IPCA, em outubro

Variação positiva (0,05%) deveu-se, especialmente, ao grupamento da alimentação fora de casa

Por IBGE| 08/11/2019

Tamanho da Fonte

A- A+

A variação positiva do grupo Alimentação e bebidas (0,05%) deveu-se, especialmente, ao grupamento da alimentação fora de casa, cuja alta passou de 0,04% em setembro para 0,19% em outubro. Após a queda de preços verificada no mês anterior (-0,06%), a refeição registrou alta de 0,24%, e o lanche, cujos preços já haviam subido em setembro (0,17%), registrou alta de 0,32%.

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo – IPCA do mês de outubro apresentou variação de 0,10%, enquanto, em setembro, havia registrado -0,04%. Este é o menor resultado para um mês de outubro desde 1998, quando o IPCA ficou em 0,02%. No acumulado do ano, o índice registrou 2,60% e, na ótica dos últimos doze meses, o índice ficou em 2,54%, abaixo dos 2,89% registrados nos 12 meses imediatamente anteriores. Em outubro de 2018, a taxa foi de 0,45%.

Período Taxa
Outubro de 2019 0,10%
Setembro de 2019 -0,04%
Outubro de 2018 0,45%
No ano 2019 2,60%
Acumulado nos 12 meses 2,54%

Dos nove grupos de produtos e serviços pesquisados, três apresentaram deflação de setembro para outubro, com destaque para Habitação (-0,61%), grupo responsável pela maior contribuição negativa no IPCA do mês, com -0,10 ponto percentual (p.p.).

Entre as taxas positivas, destacam-se o Vestuário (0,63%), Saúde e cuidados pessoais (0,40%) e Transportes (0,45%), com impacto de 0,08 p.p. no índice. Já Alimentação e bebidas, após a variação negativa observada em setembro (-0,43%), apresentou ligeira alta (0,05%), contribuindo com 0,01 p.p. Os demais grupos ficaram entre a queda de 0,09% em Artigos de residência e a alta de 0,20% em Despesas pessoais.

IPCA – Variação e Impacto por grupos – mensal
Grupo Variação (%) Impacto (p.p.)
Setembro Outubro Setembro Outubro
Índice Geral -0,04 0,10 -0,04 0,10
Alimentação e Bebidas -0,43 0,05 -0,11 0,01
Habitação 0,02 -0,61 0,00 -0,10
Artigos de Residência -0,76 -0,09 -0,03 0,00
Vestuário 0,27 0,63 0,02 0,04
Transportes 0,00 0,45 0,00 0,08
Saúde e Cuidados Pessoais 0,58 0,40 0,07 0,05
Despesas Pessoais 0,04 0,20 0,01 0,02
Educação 0,04 0,03 0,00 0,00
Comunicação -0,01 -0,01 0,00 0,00
Fonte: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de Índices de Preços

O IPCA é calculado pelo IBGE desde 1980, se refere às famílias com rendimento monetário de 01 a 40 salários mínimos, qualquer que seja a fonte, e abrange dez regiões metropolitanas, além dos municípios de Goiânia, Campo Grande, Rio Branco, São Luís, Aracaju e de Brasília. Para o cálculo do índice do mês, foram comparados os preços coletados no período de 28 de setembro a 28 de outubro de 2019 (referência) com os preços vigentes no período de 28 de agosto a 27 de setembro de 2019 (base).