Brasília

-

Hoje

30ºC

15ºC

Amanhã

30ºC

15ºC

IBOVESPA | -0,06% (102.117,79 pontos)

Sonho de ex-pintor, indústria Bebidas Vendranelli completa 50 anos

Fábrica que produz Guaraná Paulistinha é fruto de união entre pai e filho, em SP

Por Portal de Bebidas Brasileiras| 29/06/2020

Tamanho da Fonte

A- A+

A Indústria de Comércio e Bebidas Vendranelli, em Birigui, a cerca de 520 quilômetros da capital São Paulo, é fruto da parceria e confiança do fundador da empresa, Antonio Vendrame, e seu filho, Antonio Carlos Vendrame. A fábrica, que produz o Guaraná Paulistinha, foi a realização de um antigo sonho do pai, que se apaixonou pelo setor de bebidas e decidiu investir no próprio negócio depois de trabalhar por 22 anos como pintor.

Associada da Afrebras (Associação dos Fabricantes de Refrigerantes do Brasil), a fábrica completou 50 anos no dia 5 de junho. De acordo com o diretor, Carlos Vendrame, desde o início do negócio, na década de 1970, seu pai prezava por qualidade dos produtos, o que, segundo ele, ajudou no sucesso da indústria.

Dona de um parque fabril com cerca de 5.000 metros quadrados, a indústria foi fundada em junho de 1970 por Antonio Vendrame e Alphio Parpinelli, cuja junção de sobrenomes resultou no nome Vendranelli. Ex- entregador de bebidas de uma antiga fábrica da região, que ainda embalava a pinga em espigas de milho em sacaria, Antônio trabalhou como pintor por 22 anos enquanto alimentava o sonho de se tornar um empreendedor. Com baixo nível de escolaridade, viu na intelectualidade do filho a oportunidade para dar o pontapé inicial na realização de seus objetivos.

O custo de um sonho

A ideia de ter uma empresa própria surgiu para Antonio Vendrame, a época com 42 anos, enquanto trabalhava como pintor na casa do então proprietário da fábrica que produzia o Guaraná Paulistinha. A casa própria em troca das ações da indústria, que havia sido fundada por irmãos japoneses, foi a proposta feita pelo dono de bebidas. Após conversar com sua esposa, Yolanda Bortolaia Vendrame, decidiu investir no sonho que cultivava em seu coração.

Mais velho de seis irmãos, à época com 15 anos de idade, Carlos ainda trabalhava em um armazém de Birigui quando recebeu a proposta de Antonio. A ambição e o desejo de prosperar foram, na avaliação dele, as principais motivações para mergulhar no setor de bebidas junto do pai, que viveu até o ano de 2002.

“Tivemos um início muito difícil porque pagávamos o aluguel da fábrica e da nossa casa. Na época, tínhamos apenas um caminhãozinho muito velho e trabalhávamos com máquina manual”, relembra Carlos Vendrame. “A falta de capital para investir melhor na indústria e ausência de apoio em financiamentos se tornaram as principais dificuldades no início do negócio”, afirma ele. Para aprimorar o conhecimento, Carlos decidiu cursar contabilidade.

Antonio Vendrame (fora) e Carlos Vendrame (dentro do veículo) posam para foto com primeiro caminhão da indústria, em 1970 – Foto: Arcevo da empresa

Qualidade, capricho e investimentos

“Desde o início, o fundador Antonio presava muito pelo capricho, qualidade e valorização do consumidor. Ele [Antônio] sempre adquiria sempre insumos de qualidade para compor os refrigerantes”, destaca Carlos. “Nossa meta é fazer sempre a melhor bebida e nunca desvalorizar com preços baixos”, afirma ele, explicando a estratégia de preço proposta para as bebidas.

O diretor afirma que, durante os 50 anos de fábrica, sempre priorizou a melhor forma de produzir as bebidas. Segundo ele, mesmo com a situação econômica em baixa, investiu em ingredientes de qualidade e maquinários sempre novos.

Para manter a empresa com boas atividades durante 50 anos produção, a fábrica precisou fazer investimentos tanto no maquinário quanto no parque fabril e na distribuição. Iniciando com apenas um velho caminhão e duas bicicletas no início do negócio, hoje a fábrica conta com 75 veículos para distribuição, além de máquinas automáticas e aumento de territórios pertencentes à indústria de 100m ² para 17.000 m².

Produtos e distribuição

Com portfólio com cerca de 30 produtos, a Indústria de Comércio e Bebidas Vendranelli produz 8 marcas de refrigerantes – o Guaraná Paulistinha é o produto mais conhecido. Para todas as marcas, a empresa fabrica em sabores de uva, laranja, limão e cola nas embalagens de 600 ml, 284 ml e 250 ml para vidro e 3 litros, 2 litros, 600 ml, 350 ml e 250 ml para garrafas PET.

Produzindo quase 20 mil pacotes com seis unidades de refrigerantes em garrafa pet por dia, a empresa distribui, por venda direta, a cerca de 120 municípios no Estado de São Paulo.

Refrigerantes fabricados pela Indústria de Comércio e Bebidas Vendranelli – Foto: Divulgação

Projeção para a fábrica

A empresa, que iniciou com apenas quatro colaboradores, agora conta com o quadro com mais de 200 funcionários e projeta extensão da indústria. Segundo Carlos Vendrame, a construção de nova fábrica e a diversificação da produção para outros segmentos, como cerveja e bebidas alcoólicas são alguns dos planos em estudo pela diretoria.

Carinho com consumidor

“Em 50 anos, toda empresa tem seus altos e baixos. Mas, nós, da Vendranelli, sempre confiamos em nossos produtos. Preço justo e capricho ganham a fidelidade do consumidor. O público sempre foi o alvo de nossa maior atenção. Mesmo Birigui sendo um polo comercial calçadista, os moradores da região tem um carinho especial com nossos produtos”, destaca Carlos Vendrame.

Carlos Vendrame e seu filho Fabiano Vendrame (à esquerda) exibem troféu Pérola de Ouro 2017 – Foto: Arcevo da empresa

O diretor afirma que a empresa atende de oito a dez mil pontos de vendas por semana e que a relação com o consumidor é muito próxima. Carlos conta que é comum ver turistas que visitam a cidade de Birigui comprando o Guaraná Paulistinha como recordação especial da região.

“Agradecemos o carinho e participação dos colaboradores, clientes e fornecedores que fazem parte da história da indústria. O sucesso da fábrica não é só da família Vendrame, mas de toda a comunidade. É um orgulho fazer parte das 170 fábricas de refrigerantes brasileiras e representar a cidade de Birigui”, destaca o empresário.