Brasília

-

Hoje

28ºC

11ºC

Amanhã

28ºC

14ºC

IBOVESPA | 0,49% (99.643,80 pontos)

Afrebras 15 anos: ‘Com associação, somos mais fortes’, diz Bebidas Rinco

Diretor da empresa goiana afirma que entidade faz pequenas e médias indústrias se sentirem fortes

Por Portal de Bebidas Brasileiras| 24/04/2020

Tamanho da Fonte

A- A+

“Umas das maiores conquistas da associação dentro do setor foi promover a união de fábricas de bebidas regionais”, destaca o diretor da indústria Bebidas Rinco, Guilherme Peixoto. Segundo o empresário, a Afrebras (Associação dos Fabricantes de Refrigerantes do Brasil), que completa 15 anos neste sábado (25), conseguiu reunir e harmonizar pequenas e médias concorrentes de mercado para fortalecer a luta por justiça tributária e igualdade concorrencial às pequenas e médias empresas de bebidas do Brasil. A empresa fica em Rio Verde, a 220 quilômetros de Goiânia.

Assim como afirmaram outros executivos na primeira reportagem da série do aniversário de 15 anos da Afrebras, Peixoto ressalta que a entidade faz as indústrias regionais se sentirem bem representadas, com capacidade de influenciar politicamente nas decisões do setor. “Muitas vezes, nos sentimos sozinhos e pequenos no mercado de bebidas, mas, quando falamos como Afrebras, somos mais fortes e numerosos”, afirma o diretor ao Portal de Bebidas Brasileiras. A associação defende mais de 100 fábricas de bebidas em todo o Brasil.

“Todas as lutas da associação foram muito duras, e, mesmo aquelas que pensamos íamos perder, conseguimos vitórias para o setor”, assevera Guilherme Peixoto. “A maior de todas as conquistas foi a união de indústrias de bebidas regionais por uma causa maior, que é a sobrevivência do segmento de fabricantes de refrigerantes no Brasil, que há mais de um século resiste à disputa desigual com multinacionais de bebidas”, destaca o empresário.

O diretor das indústria Bebidas Rinco também ressalta que não é difícil entender a luta dos pequenos e médios fabricantes de refrigerantes do Brasil. “Buscamos por justiça e isonomia, principalmente tributária, para que não seja mais um grande fator que aumente a dificuldade de competir com grandes corporações, como Coca-Cola, Ambev e Heineken”, explica ele.

Há 15 anos

No ano de 2005, em busca de um cenário mais justo para o setor de bebidas no Brasil, os fabricantes dea refrigerantes nacionais reuniram-se em Curitiba (PR). A mobilização foi de suma importância na luta contra o oligopólio de mercado do setor, o qual se mantém nas mãos de apenas três grandes corporações de bebidas. Desta reunião, surgiu a Afrebras, que, desde então, vem sendo a voz dos fabricantes de refrigerantes nacionais no setor de bebidas.

A Afrebras fortalece cada vez mais a sua luta destemida contra grandes multinacionais de bebidas instaladas na Zona Franca de Manaus, como Coca-Cola, Ambev e Heineken. Essas empresas recebem incentivos tributários concedidos pelo governo, distorcem o mercado e prejudicam a competitividade das indústrias regionais do Brasil.