Brasília

-

Hoje

26ºC

19ºC

Amanhã

27ºC

19ºC

IBOVESPA | -3,17% (96.452,44 pontos)

Lançamento de água mineral e cerveja marca 115 anos das bebidas Pureza

Indústria regional de Santa Catarina tem histórico de tradição e respeito na Grande Florianópolis

Por Portal de Bebidas Brasileiras| 06/10/2020

Tamanho da Fonte

A- A+

O lançamento de água mineral com e sem gás de 500 ml marca a programação do aniversário de 115 anos das Bebidas Leonardo Sell, comemorados nesta segunda-feira (5). A indústria, que produz o Guaraná Pureza e os refrigerantes Laranjinha, está localizada em Rancho Queimado e sua tradição marca a preferência dos moradores da Grande Florianópolis. Outra novidade é o lançamento da cerveja Lager, que, em breve, passará a ser comercializada no mercado.

Associada à Afrebras (Associação dos Fabricantes de Refrigerantes do Brasil), sediada em Brasília, a indústria garante continuidade aos trabalhos iniciados por Alfredo Roberto Sell, que, aos 21 anos, começou o negócio produzindo cerveja e licores. A fábrica apoia a Frente Parlamentar Mista Bebidas Brasil.

O diretor Sérgio Murilo Sell, que integra o time da quinta geração da família à frente dos negócios, diz que o lançamento da água mineral com e sem gás é parte de um projeto planejado há muito tempo pela indústria, para aumentar a variação de produtos aos consumidores. A fábrica também produz uma bebida soda, uma água com teor a mais de gás em relação às demais comercializadas no mercado.

Cerveja Lager

Já o lançamento da cerveja Larger está previsto para ser realizado ainda neste ano. Não há data definida. A bebida segue a linha de uma pilsen mais bem elaborada, tomando como referência a produção de cerveja artesanal. “Queríamos algo mais popular, mas que também resgatasse a memória da indústria”, afirmou o diretor.

Assim como as outras indústrias regionais no país, a fábrica Bebidas Leonardo Sell chega aos 115 anos comemorando a sua sobrevivência no mercado, apesar das intensas dificuldades de concorrência em relação às multinacionais, como Coca-Cola e Ambev, que são favorecidas por incentivos fiscais na Zona Franca de Manaus. Na campanha Compre do pequeno, ele ressaltou que as fábricas regionais dependem do comércio local para sobreviver.

“Isso é o que chamo história”, destaca o diretor. “Nosso bisavô lançou um produto próximo da capital, aonde chegava por tração animal, único meio disponível na época. Por ser tão antigo, vem se fortalecendo na memória do povo da Grande Florianópolis”, comemora Sergio Sell. “Foi isso que conseguiu segurar essa marca diante de tanta concorrência e falta de isonomia tributária, trabalhando a qualidade do produto sempre”.

História de credibilidade

Em 1905, Alfredo Sell instalou a Cervejaria Alfredo Sell às margens do Rio Capivaras, em Rancho Queimado. Três anos depois, mudou o nome para Cervejaria Rio Branco e transferiu a fábrica para o local onde permanece até hoje. A primeira bebida que a indústria produziu foi a cerveja Tira Prosa. Depois, ganhou uma versão não alcoólica conhecida como “cerveja-doce”, posteriormente fabricada no sabor guaraná e batizada de Pureza.

O nome Pureza tem origem na qualidade pura dos ingredientes utilizados na fabricação do produto: água de boa procedência e polpa natural de guaraná. Em 1958, Alfredo Sell chamou o mais velho de seus sete filhos, Leonardo Sell, e o convidou a assumir a Cervejaria Rio Branco. O primogênito comprou a parte dos irmãos, fez uma série de investimentos na indústria e, naquele ano, parou de produzir bebida alcoólica e passou a investir, pesadamente, no Guaraná Pureza, para fortalecer a tradição e a qualidade do produto.

> Clique aqui e visite o site da indústria!

Leonardo Sell viveu até 1994 e o inventário dele foi concluído três anos depois. “No primeiro dia de 1998, a empresa recebeu o nome Bebidas Leonardo Sell”, afirma Sérgio Sell, lembrando a homenagem. Ele destaca que a indústria continua fazendo grandes investimentos para sempre manter o respeito e a preferência do público consumidor.